Salvador ganha 1º sistema de previsão da qualidade do ar visando o impacto na saúde da população

A Cetrel foi uma das empresas responsáveis pelo desenvolvimento do Projeto Soprar Salvador

A partir do dia 10 de setembro, a capital baiana passará a contar com o primeiro sistema de previsão da qualidade do ar do Brasil, avaliando o impacto da poluição na sustentabilidade e na saúde das pessoas. A ferramenta, intitulado de Sistema de Previsão da Qualidade do Ar de Salvador (Soprar Salvador), tem a Cetrel como signatária.

De acordo com Eduardo Fontoura, gerente da área de Gerenciamento Ambiental da Cetrel, a escolha pela empresa ambiental de Camaçari se deu devido à sua expertise nessas áreas de qualidade do ar e de gestão de emissões atmosféricas. “O projeto é inovador porque usa dados meteorológicos, que são especialidades da Cetrel, para poder desenhar a modelagem da qualidade do ar no ambiente urbano” informou ele, acrescentando que a empresa projetou e implantou a Rede de Monitoramento de Qualidade do Ar (RMAr) da capital baiana.

O projeto Soprar Salvador, que tem suporte do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), é viabilizado pelo fundo de investimento alemão DEG – KfW Bankengruppe, com contrapartida da empresa francesa ARIA Technologies. O sistema é resultante de um projeto de inovação e ação intersetorial com o poder público local, coordenado pela Fiocruz Bahia em parceria com empresa francesa.

“Por meio do projeto, será possível pensar em ações de prevenção e mitigação do impacto da poluição do ar na vida dos moradores da cidade”, informa Fontoura. O sistema, que integra as estratégias de resiliência do Programa Salvador Resiliente, será apresentado durante a Live Soprar Salvador, que irá celebrar a conclusão do projeto.

Quem quiser assistir ao lançamento online, e acompanhar os debates sobre o uso do sistema para proteger a saúde da população de Salvador, poderá fazer a inscrição gratuita no endereço www.sympla.com.br/live-soprar-salvador__933645.

Compartilhe nas redes sociais