Otimismo das agências publicitárias cai no segundo trimestre de 2019

Os dados são da pesquisa VAN Pro (Visão de Ambiente de Negócios em Agências de Propaganda), promovida pela Federação Nacional das Agências de Propaganda (FENAPRO), realizado junto a 194 agências de todo o País.

Apenas 45,7% dos representantes das agências publicitárias da Região Nordeste consideraram o segundo trimestre de 2019 melhor. A previsão era de 69%. Já o percentual dos que acharam o período pior aumentou, foi de 26,2% em relação à previsão que era de 11%. Os dados são da pesquisa VAN Pro (Visão de Ambiente de Negócios em Agências de Propaganda), realizada pela Federação Nacional das Agências de Propaganda (Fenapro), em parceria com o Sindicato das Agências de Propaganda do Estado da Bahia (Sinapro-Bahia).

Vale ressaltar que a pesquisa não refletiu a aprovação da Reforma da Previdência, já que a maioria das respostas ocorreu antes da votação. O levantamento foi feito no início do terceiro trimestre de 2019 e reflete a performance de 194 agências de todas as regiões do Brasil no 2º trimestre deste ano, além das perspectivas para o próximo trimestre e para o ano de 2019 como um todo.

Para Glaucio Binder, presidente da Fenapro, a votação da Reforma da Previdência só deverá mudar o humor do mercado mesmo quando acontecerem as medidas que destravarão a economia. “Assim como os demais setores da economia, as agências de propaganda ainda esperam movimentações macroeconômicas mais contundentes e mais efetivas para a melhora de mercado”, ressalta Binder.

Perspectiva nacional – Apesar da frustração com relação à performance no segundo trimestre do ano, se forem somados os índices dos que preveem um trimestre melhor ou igual, o resultado será praticamente igual ao do trimestre anterior (82,8% agora/ 83% no trimestre passado). De qualquer maneira, com exceção do Centro-Oeste, todas as regiões apresentaram queda de otimismo no curto prazo.

As regiões Norte e Nordeste estão entre as mais otimistas (com 66,7 e 56,4% de otimistas, respectivamente). A região Sudeste foi das que apresentaram melhor performance no segundo trimestre, contrastando com a região Sul, que mostrou o mais baixo índice de performance e de otimismo com o período futuro. Entre os estados, o mais otimista com 2019 é o Mato Grosso (75%) e os menos, Rio de Janeiro e Paraná (33,3%). São Paulo ficou um pouco acima da média Brasil, com 51,2% de otimistas, contra 49,1% do consolidado Brasil.

O quadro de concorrências manteve-se praticamente inalterado, com índices semelhantes aos do trimestre anterior. Quanto aos setores da economia mais promissores, a área de Serviços manteve-se como a mais relevante, seguida do Comércio e do Setor Público (as mesmas posições do trimestre anterior).

Para esclarecimentos adicionais, favor contatar:

ATcom – Estratégia, Relacionamento e Conteúdo (71) 3271.7171

Rafael Veloso (71) 99994.2490 I rafael@agenciaat.com

Suely Temporal (71) 99918.9633 I suely@agenciaat.com

www.agenciaat.com

 

Compartilhe nas redes sociais