Museu do Mar recebe exposição sobre a história do Projeto Baleia Jubarte

Visitantes podem conhecer de perto a iniciativa que luta pela conservação desses animais na Bahia

Fotos: Divulgação

A história dos primeiros 30 anos de atuação do Projeto Baleia Jubarte, que nasceu no extremo sul da Bahia, está exposta no Museu do Mar Aleixo Belov, no Santo Antônio Além do Carmo, no Centro Histórico de Salvador. Por lá, os visitantes podem conferir de perto, até o dia 24 deste mês, a mostra fotográfica “Salvas da Extinção”, além de uma réplica da cauda de uma jubarte, em tamanho real.

“As exposições temporárias, como essa, dão uma nova roupagem ao museu, trazendo um novo leque de informações e experiências para os visitantes”, afirma a museóloga Etiennette Bosetto. Ela acrescenta ainda que, no dia 24, às 16h, acontecerá a palestra sobre o livro “Salvas da Extinção – A História do Projeto Baleia Jubarte”, que narra a história de sucesso na pesquisa e conservação desses mamíferos. A obra, lançada em fevereiro deste ano, estará disponível para a venda no local.

Depois do Museu do Mar, a exposição deve circular por outras cidades na Bahia e também no Espírito Santo e em São Paulo.

Museu do Mar Aleixo Belov

Localizado em um casarão amarelo de três andares que mistura arquitetura clássica com moderna no Santo Antônio Além do Carmo, no Centro Histórico de Salvador, o Museu do Mar Aleixo Belov guarda relíquias adquiridas durante as cinco viagens que o velejador Aleixo Belov, 79 anos, fez ao redor do mundo, sendo três delas em solitário no veleiro “Três Marias”. Essa embarcação é o pilar central do equipamento cultural. O ingresso para ter acesso ao local custa R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Crianças de até 5 anos não pagam. Nas quartas, o acesso é gratuito.

Compartilhe nas redes sociais