Menos da metade dos professores de inglês têm formação em línguas no Brasil

Considerando a nova Base Curricular que defende o ensino da língua estrangeira com foco no uso social, o Programa de Inglês ACBEU lança curso para capacitar docentes em bilinguismo

Apesar de 91,6% dos docentes que ensinam inglês no país terem ensino superior, menos da metade (45,3%) têm habilitação em língua inglesa  (Divulgação)

No momento em que a nova Base Nacional Comum Curricular (BNCC) estabelece que o ensino do inglês deve ser voltado para o uso social, um estudo do British Council mostra que apenas 5,1% da população até 16 anos afirma possuir algum conhecimento da língua inglesa. Esse cenário reflete a proposta pedagógica da maioria das escolas brasileiras, que é voltada predominantemente para o ensino da gramática.

O crescimento de colégios bilíngues busca quebrar essa barreira, mas esbarra na qualificação dos professores. Ainda segundo o levantamento do British Council, primeira pesquisa a mapear o ensino da língua estrangeira nas escolas públicas do Brasil, apesar de 91,6% dos docentes que ensinam inglês no país terem ensino superior, menos da metade (45,3%) têm habilitação em língua inglesa ou estrangeira. Portanto, falta formação específica na área.

De acordo com a Coordenadora Geral do Programa de Inglês da ACBEU, Adriana Rupp, para suprir essa deficiência, é necessário investir em cursos de capacitação, principalmente  que preparem os professores para fomentar o ensino do inglês voltado a prática social. No ensino bilíngue, isso é ainda mais evidente, já que se a proposta pedagógica não for consistente não alcançará o resultado esperado de formar cidadãos preparados a atuar no mundo globalizado.

Adriana Rupp também ressalta que ainda há um desafio para implementar o bilinguismo de forma efetiva no Brasil, até mesmo nas escolas particulares. “Mais do que simplesmente oferecer o ensino bilíngue, as escolas precisam desenvolver uma proposta consistente, que promova a aprendizagem do idioma. Caso isso não ocorra, pode prejudicar uma real possibilidade de desenvolvimento de crianças e adolescentes. Portanto, é necessário cuidado e responsabilidade ao oferecer esse serviço para não dificultar o aprendizado não só da língua inglesa, mas também do conteúdo trabalhado por meio deste idioma”, destaca Adriana Rupp.

Única instituição educacional e cultural recomendada pelo Governo dos Americano no Estado da Bahia, o Grupo Educacional ACBEU lançou o curso ACBEU TTC Bilingual, voltado para capacitação de professores para atuarem com ensino bilíngue. Com uma abordagem inovadora, o método envolve aulas teóricas e práticas, ensinando técnicas para desenvolver o bilinguismo por meio da imersão no segundo idioma, além de planejamento pedagógico e definição de objetivos.

O curso, que tem duração de um ano, também vai ensinar como os docentes podem desenvolver as competências socioemocionais para crianças e jovens. Outro diferencial é a ênfase na cultura maker, que promove a aprendizagem por meio de projetos e interação com os alunos.



Para esclarecimentos adicionais:


Paula Pitta
Líder de Contas
ATcom – Estratégia, Relacionamento e Conteúdo
71 3271.7171 | 9-9918-9638
http://www.agenciaat.com   

Compartilhe nas redes sociais