Cetrel apresenta tecnologias de reabilitação de áreas contaminadas

Durante I Conferência AESAS, empresa traz conceito inédito de prevenção e eliminação na origem das contaminações, com foco na gestão e valorização de sites

São Paulo, 4 de julho de 2019 – Aproveitando o grande impacto da I Conferência AESAS sobre Gerenciamento de Áreas Contaminadas que acontece em São Paulo, a Cetrel mostrou seus complexos estudos sobre tecnologias capazes de reabilitar o uso de áreas contaminadas.

A Cetrel é a única empresa especializada em recuperação de sites que entrega um produto customizado de eliminação de Fontes Primárias aos seus clientes. O conceito é focado em um serviço específico para diferentes demandas, utilizando escritórios técnicos dentro das áreas que necessitam ser reabilitadas. Essa solução facilita o gerenciamento e torna as tomadas de decisões mais rápidas e efetivas.

Além disso, a Cetrel traz ao público final uma solução inovadora de prevenção e eliminação de Fontes Primárias. “A não eliminação desses pontos de contaminação torna qualquer remediação passível do retorno de agentes contaminantes. Por isso, optamos por criar um método único que oferece a total eliminação dos pontos de contaminação”, afirma Patrícia Lupi Guimarães, coordenadora de remediação de áreas contaminadas da Cetrel.

O conceito de recuperação de áreas contaminadas criado pela Cetrel é dividido em três fases: investigação de alta resolução, tratamento estatístico de dados e modelagem e utilização de tecnologias inovadoras de remediação. Eles surgem como uma forma de apresentar soluções para as necessidades do cliente no menor tempo possível.

O recolhimento de dados também é um ponto chave para a criação de soluções que preveem a contaminação. Esse processo é importantíssimo para a saúde do planeta e, também, para o desenvolvimento das empresas, desafios como aumento de produtividade, coleta eficiente e relacionamento com o cliente ganham novas respostas e caminhos.

Compartilhe nas redes sociais