Campanha da Apae Salvador pede ajuda para manter as suas atividades socioassistenciais

A Instituição atende 340 mil pessoas na Bahia e necessita de doações para manter projetos e atendimento às pessoas com deficiência.

 Divulgação

Com demandas e despesas crescentes, a Apae Salvador tem enfrentado dificuldades para pagar as contas e manter o atendimento que vem sendo realizado a 340 mil pessoas por ano, provenientes de toda a Bahia. Os custos para a execução dos projetos nas áreas de Assistência Social e Educação dependem de doações, que continuam em queda desde o início da pandemia. Diante do desafio para garantir o funcionamento da sua ampla estrutura física e de profissionais, com um atendimento de excelência, a Apae Salvador lançou uma campanha de doações focada na solidariedade. Com o slogan “Não há ninguém que não precise de ajuda. Não há ninguém que não possa ajudar.”, a Instituição clama a sociedade a colaborar, através dos seus diversos canais de doações.

“A cada ano, temos buscado ajudar mais pessoas, famílias que realmente precisam desse suporte oferecido pela Apae. Mas as contas também aumentaram e as doações sofreram uma queda expressiva, impactando na manutenção dos nossos projetos socias”, afirma Angela Ventura, superintendente executiva da Apae Salvador. Para ajudar, basta acessar o site oficial da Instituição, www.apaesalvador.com.br, e encontrar a melhor forma de doar. Entre as opções, existem contas para depósito ou transferência em diversas instituições bancárias, doações diretas na conta de energia elétrica, e ainda através da Declaração do Imposto de Renda, entre outras. Atualmente, a Apae Salvador conta com uma equipe de 400 profissionais.

Compartilhe nas redes sociais