Associações de agricultura familiar recebem cerca de R$ 180 mil para ampliar oferta de alimentos durante a pandemia

Desenvolvidos por entidades que têm parcerias sociais com a Bracell, dois projetos da cidade de Entre Rios e outro de Catu foram contemplados com edital da CAR.

Foto: Acervo Bracell

Três associações comunitárias ligadas à agricultura familiar, duas no município de Entre Rios e uma em Catu, tiveram projetos contemplados com o edital emergencial da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) em parceria com as secretarias do Planejamento (Seplan) e de Desenvolvimento Econômico (SDE).

A Associação de Produtores do Povoado de Prata e Região e a Associação de Agricultores Familiares Mãos Unidas do Imbé e Região irão receber recursos para a produção de alimentos básicos, como hortaliças, frutas, raízes e tubérculos. Já a Associação Comunitária e de Agricultores Familiares da Fazenda Panelas, em Catu, obterá recursos para construir uma horta coletiva no sistema de mandala, aliada à criação de galinhas poedeiras.

A iniciativa do governo estadual, que disponibilizará cerca de R$ 180 mil, tem como objetivo garantir a segurança alimentar e nutricional diante da redução do cultivo causada pela pandemia da Covid-19 e deverá beneficiar cerca de 60 famílias de associados.

Os projetos contemplados para as três associações foram desenvolvidos com assistência técnica e fiscal da Bracell, que mantém um programa de incentivo ao empreendedorismo rural na região do litoral norte e agreste da Bahia. Durante três anos, as associações contarão com assessoria técnica especializada, como exigido por edital, e a contabilidade para manter a regularização das entidades, bem como orientação para prestação de contas dos recursos públicos.

Mouana Fonseca, gerente de Relações Institucionais e Responsabilidade Social da Bracell BA, afirma que a empresa vem trabalhando, cada vez mais, no intuito de contribuir para que as associações aprimorem a organização financeira e gestão. “O programa de empreendedorismo da Bracell capacita as lideranças para que consigam elaborar projetos e acessem editais que incrementem seus negócios sociais, dando-lhes mais autonomia. Só este ano, tivemos quatro grupos produtivos com projetos acessando editais”, explica a gerente.

Segundo ela, os dois projetos no município de Entre Rios estão focados nos chamados “quintais produtivos”, que trabalham os princípios de uma irrigação localizada, melhorando o manejo e a colheita dos produtos da época, contribuindo, assim, para a geração de renda e melhoria da qualidade de vida das famílias participantes. Já o projeto em Catu visa à Produção Agroecológica Integrada e Sustentável (Pais) e possibilita a geração de renda, reforçando, principalmente, a autonomia e a autoestima das mulheres da comunidade. 

Bracell

A empresa, que faz parte do grupo Royal Golden Eagle (RGE), é uma das maiores produtoras de celulose solúvel e celulose especial no mundo, com duas operações principais no Brasil – em Camaçari (BA) e em Lençóis Paulista (SP). As atividades e modelos de gestão adotados pela companhia estão totalmente comprometidos com o uso sustentável dos recursos naturais, com o objetivo de criar valor para a comunidade, o país, o clima, o cliente e a empresa, de forma permanente.

Em 2021, quando a expansão na unidade de Lençóis Paulista, conhecida como Projeto Star, for concluída, a Bracell terá capacidade de produção anual de aproximadamente 2 milhões de toneladas de celulose e empregará aproximadamente 10.000 colaboradores próprios e terceirizados. Além de suas operações industriais no Brasil, a Bracell possui um escritório de administração em Singapura e escritórios de vendas na Ásia, Europa e Estados Unidos.

Compartilhe nas redes sociais