A Nutrição Clínica como fator importante na recuperação de pacientes com Covid-19

Especialização na área de Nutrição contribui para o conhecimento nutricional amplo e condutas específicas que ajudam no tratamento

Foto: Carlos Silva / Pixabay  

O tratamento de diversas enfermidades por meio de um plano de alimentação específica, com aplicação de condutas voltadas ao controle das doenças, é uma atividade realizada por nutricionistas clínicos. Neste período de pandemia, eles têm auxiliado milhares de pessoas a se recuperar dos efeitos do Covid-19 utilizando recursos que a dietoterapia e a terapia nutricional possuem, permitindo o fornecimento adequado de nutrientes para garantir a recuperação em menor espaço de tempo, em ambiente hospitalar, domiciliar ou ambulatorial.

No cenário de pandemia do Coronavírus houve um aumento da demanda por nutricionistas clínicos e hospitalares, em virtude do atendimento específico ao grande número de pacientes com a doença e da necessidade de internamentos.  Segundo a nutricionista e professora da Especialização em Nutrição Clínica com Ênfase em Terapia Nutricional da Unijorge, Renata Oliveira, “os pacientes com a COVID-19 tendem a apresentar redução do apetite e do paladar, o que compromete a alimentação e a nutrição. Em casos de internação prolongada, esses indivíduos podem desenvolver complicações relacionadas à perda de massa muscular e atrofia, e quase sempre com dieta suspensa. Além disso, podem ter dificuldade em deglutir devido ao longo período em uso de respirador, levando à necessidade do uso de via alternativa como sonda para a alimentação”.

Os pacientes podem apresentar também desequilíbrio na glicemia e na pressão para pessoas que têm diabetes melitus e hipertensão arterial sistêmica, entre outros efeitos. A atuação do nutricionista clínico em todas essas situações é fundamental,  pois cada paciente precisa de um atendimento individualizado e requer do profissional um conhecimento nutricional amplo, com o intuito de cooperar com o tratamento multidisciplinar para recuperação do peso e do estado nutricional e colaborar de forma decisiva na melhoria da qualidade de vida e recuperação em menos tempo.

Outro ponto importante destacado pela nutricionista é a necessidade da resposta imunológica eficiente para prevenir e minimizar os efeitos das doenças em geral, que têm  relação direta com a nutrição adequada todos os dias, com prioridade a alimentos in natura; consumo eficiente de água, de proteínas de origem animal ou vegetal, dormir bem e praticar atividade física supervisionada por profissional habilitado.

Para os profissionais graduados em nutrição que pretendem ampliar os conhecimentos, a Unijorge está com inscrições abertas para a Especialização em Nutrição Clínica com ênfase em Terapia Nutricional que tem o objetivo de garantir, através de conhecimentos específicos, práticas de alto padrão na assistência prestada aos pacientes no ambiente hospitalar, ambulatorial e/ou domiciliar. O curso tem duração de 18 meses e carga horária de 390h. A inscrição pode ser feita através do site www.unijorge.edu.br.

Compartilhe nas redes sociais